Livros

Literatura |”Mundo Grave” – Pedro Pereira Lopes – Opinião

IMG_7422.jpg

Edição: Março de 2018
Editora: Imprensa Nacional – Casa da Moeda, S.A

“As férias do inspetor especial, Costley Liyongo, decorriam serenamente na cidade de Inhambane, quando um telefonema do diretor da polícia de investigação criminal lhe deixa claro que, devido a uma emergência, era forçosa a sua comparência no serviço.
Num velho prédio, outrora uma espécie de hotel barroco, uma prostituta tinha sido assassinada. Este será o ponto de partida para uma investigação que se irá adensando à medida que os homicídios se sucedem e ganham contornos fantásticos”.

“Ao ler este livro impôs-se-me a pergunta: como é que um praticante de haikus produz esta narrativa crua, de uma pulsão declarativa, implacável como o gume isento de vergonha do sangue que fez correr?” – António Cabrita – in contracapa de mundo grave.

Com uma trama muito bem interconectada, este livro é indispensável para o leitor amante de um romance policial. O mistério submerso entre as páginas é electrizante e o autor tem uma habilidade ímpar de criar personagens complexos. Vamos rir, ficar perplexos e por fim ter pena de Azevedo Marroquim. Por outro lado, o protagonista da trama, Costley Liyongo, é uma peripécia de investigador, ferido por um passado trágico, e cheio de falhas. Mas assim também são os humanos da vida, umas vezes repletos de luz e outras de escuridão. Os temas sobrenaturais e alguns assassinatos durante a trajectória da história, são tão intensos que em ocasiões lembram as cenas de terror de Stephen King. Poderão assustar um bocado, mas a descrição e a escrita de Lopes são tão elegantes e arrebatadoras, que valem a pena o susto. A leitura é dinâmica e flui depressa. Comecei o livro numa manhã de viagem e só parei quando o terminei, no dia seguinte. O desfecho é um tantinho previsível, mas nada que tire o estupendo mérito da obra.

Vale ressaltar que este livro foi vencedor da 1ª edição do prémio literário Imprensa Nacional – Casa da Moeda (INCM)/Eugénio Lisboa.

Sobre o autor: Pedro Pereira Lopes nasceu na Zambézia, em Moçambique, em 1987, é contador de histórias e poeta, fundou a revista digital de literatura Lidilisha e o “Projecto Ler para Ser” e é vencedor de diversos prémios literários.

A nossa pontuação: 5 em 5 estrelas.

(por VF – da tripulação)

2 opiniões sobre “Literatura |”Mundo Grave” – Pedro Pereira Lopes – Opinião”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s